Notícias e Informativos

Representantes de Alto Taquari participam de evento em prol do Rio Araguaia

  • Fonte: Ascom | Reportagem: Eduardo Candido - Fotos: Rudimar Lang
  • Publicado em: 06/06/2019
  • Assunto: Meio Ambiente

Nesta quarta-feira (05/06), foi realizada em Barra do Garças (MT) e Aragarças (GO) a solenidade de assinatura do protocolo de intenções para cumprimento do programa ambiental “Juntos pelo Araguaia”. O município de Alto Taquari (MT) foi representado pelo servidor Rudimar Lang e pelo vereador Sinésio Rodrigues.

O projeto se trata de uma união entre os estados de Mato Grosso e Goiás para salvar o Rio Araguaia do assoreamento (acúmulo de detritos, lixo, entulho e outros materiais).

A cerimônia teve a presença do presidente Jair Bolsonaro e dos governadores de Mato Grosso, Mauro Mendes, e de Goiás, Ronaldo Caiado, e fez parte das ações em alusão ao Dia Mundial do Meio Ambiente.

Privilegiando as cabeceiras do rio que corta cinco estados em um percurso de 2600 quilômetros, a área de abrangência da atuação em Mato Grosso engloba os municípios que compõem o Comitê de Bacia Hidrográfica do Alto Araguaia: Alto Taquari, Alto Araguaia, Alto Garças, Araguainha, Ponte Branca, Ribeirãozinho, Torixoréu, Guiratinga, Pontal do Araguaia, Tesouro, General Carneiro, Barra do Garças.

Juntos Pelo Araguaia
Baseado na experiência comprovada do Instituto Espinhaço em Minas Gerais, o projeto é o maior programa público de recuperação e revitalização de bacia hidrográfica no país, em um esforço conjunto entre os Governos Federal, de Mato Grosso e de Goiás.

O programa prevê a recuperação de 10 mil hectares de áreas degradadas em 27 municípios da região do rio Araguaia, sendo 5 mil em cada um dos Estados, Mato Grosso e Goiás. Entre as ações previstas pelo projeto estão a reposição florestal, plantio de mudas nas margens da área e conservação do solo de áreas degradadas em toda a região do rio. O grande objetivo é assegurar a disponibilidade de recursos hídricos para as próximas gerações.

Na primeira etapa, o objetivo é recompor as florestas protetoras de áreas de preservação permanente e manejar pastagens e atividades agropecuárias com tecnologias de agricultura de baixo carbono, bem como implantar sistemas agroflorestais nas zonas de recarga de aquíferos, nas cabeceiras e nos afluentes que formam o Rio Araguaia (Fonte: Secom-MT e Sema).

*PREFEITURA DE ALTO TAQUARI, GESTÃO EM AÇÃO*