Conheça Alto Taquari

Foto área de Alto Taquari

Alto Taquari é um município único. Apesar de sua área ser relativamente pequena em comparação a outros municípios mato-grossenses, nossa cidade destaca-se por estar entre as primeiras do país em índices de desenvolvimento humano e renda per capita. Com pouco mais de 8 mil habitantes (2014) o município é constantemente lembrado por seu pioneirismo e modernidade.

Foto área de plantação de soja em Alto Taquari

Foi em Alto Taquari que plantou-se o primeiro pé de soja no estado. Foi também em Alto Taquari que se construiu o primeiro trecho de ferrovia em Mato Grosso. Lavouras mecanizadas com o que há de mais moderno em tecnologia agrícola, grandes empresas como a Odebrecht Agro Industrial, estrutura educacional e hospitalar de qualidade e um comércio crescente e forte fazem parte da realidade de Alto Taquari. A seguir você poderá conhecer um pouco mais o nosso município acessando nossos links. Seja bem-vindo ao município que é berço do Rio Araguaia e Rio Taquari.

Alto Taquari localiza-se a uma latitude 17°49'34" sul e a uma longitude 53°16'56" oeste, estando a uma altitude de 851 metros. Sua população estimada em 2004 era de 5.226 habitantes. Possui uma área de 1.399,22 km². O primeiro nome da cidade foi Cabeceira, após alguns anos passou a ser chamada de Taquari em referência à nascente de um rio próximo à sede municipal, o Rio Taquari. O termo Taquari tem origem Tupi, e designa uma espécie de bambu ou taquara. Conta-se que povos indígenas, antigos habitantes da área, usavam a haste de taquara, abundante na região do citado rio, para fabricar cachimbos e flechas. A posição geográfica de Alto Taquari, lhe permitiu desenvolver ao longo dos anos, vínculos históricos com dois Estados da Federação vizinhos do município: Goiás e Mato Grosso do Sul.

Fotos aérea dde encontro de rios dem Alto Taquari MT

O município localiza-se no sudeste mato-grossense, entre duas grandes bacias fluviais - a do Prata e a do Tocantins. A cabeceira do Ribeirão Furnas, tributário do Rio Taquari que contribui para a Bacia do Prata, é o extremo meridional do estado de Mato Grosso. O Rio Taquari é um dos formadores da extensa planície pantaneira, e vai agrega inúmeros afluentes durante seu percurso até desaguar suas águas no Rio Paraguai. No dia 7 de maio de 1938 foi criado o Distrito policial de Alto Taquari, e em 17 de outubro de 1958, o Distrito de Paz. O município só foi fundado em 13 de maio de 1986 pela Lei 4.993. A população, além de mato-grossenses, possui emigrantes vindos do Rio Grande do Sul, Paraná, Goiás, São Paulo e Minas Gerais.

Foto do lago em Alto Taquari - MT

Alto Taquari conta hoje com um lago em sua área urbana com grande potencial turístico. O lago do Complexo do Parque Taquari, tem mais de 33 hectares de espelho d'água, e uma profundidade máxima de oito metros, o que permite o trânsito de embarcações de pequeno porte como lanchas, Jet-sky e caiaques. Tem duas praias artificiais onde a população e visitantes podem passar momentos agradáveis com suas famílias e amigos.

Foto noturna do lago em Alto Taquari

Uma área de banho foi delimitada próximo às praias, onde é proibido o trânsito de embarcações para dar segurança aos banhistas. No lago uma equipe de segurança (salva-vidas) fica permanentemente cuidando do local e da segurança dos visitantes. Futuramente, e respeitando-se as questões ambientais planeja-se a colocação de milhares de alevinos de peixes típicos do Rio Taquari, pertencente à bacia do Prata, para a prática de pesca esportiva. Neste complexo, estão ainda às margens do lago, o recinto do parque de exposições, o Clube do Laço, a pista de MotoCross,clube de remo e futuramente clubes públicos.

Foto de cacheorira em alto taquari

Alto Taquari tem ainda como pontos turísticos os rios Araguaia e o Rio Taquari, que em suas terras nascem e seguem seu curso natural, o Rio Taquari, correndo para o sul na Bacia do Prata, e o Rio Araguaia correndo para o norte na Bacia amazônica, sendo portanto o município um grande divisor de águas. No rio Taquari, temos belas corredeiras e cachoeiras, que poderiam ser exploradas para o eco-turismo, arborísmo, rafting, rapel, entre outras práticas esportivas. O local não possui estrutura para ser ainda explorada, precisando de estradas de acesso adequadas e estrutura de hotelaria ou hospedagem para receber turistas.